3.

Cirurgia Oral

Dentes do Siso - Terceiros Molares

Os dentes do SISO são os terceiros molares superiores e inferiores. Normalmente esses dentes encontram-se impactados nos maxilares, devendo ser removidos. Como regra geral, todo o dente do siso impactado deve ser removido a menos que essa remoção seja contraindicada. Um dente impactado é aquele que não consegue erupcionar, não atingindo sua posição normal na arcada dental dentro do tempo esperado.
 Ainda que a maioria dos dentes impactados seja representada pelos terceiros molares, outros dentes podem estar impactados, como o canino e pré-molar.

Muitas vezes os dentes do siso impactados não são removidos até que alguma complicação apareça, mas os estudos indicam que esses dentes, sempre que possível, devem ser removidos cirurgicamente quando o paciente é jovem, a fim de prevenir futuros problemas, como a formação de CISTOS e TUMORES, infecção dos tecidos ao redor do dente, reabsorção radicular do dente vizinho, dor de origem desconhecida e fratura patológica do ângulo da mandíbula. Além da prevenção dos eventos citados, os dentes do siso inclusos/impactados ou não, tem indicação de serem removidos para facilitar o tratamento ortodôntico, criando espaço posterior para a movimentação dental realizada pelo aparelho ortodôntico, e também preservar a saúde periodontal (gengiva, ligamentos periodontais e tecido ósseo).

A cirurgia para remoção dos dentes do siso não é demorada. Passar 2 ou 3 horas na cadeira do cirurgião dentista para remover o dente do siso, nos dias de hoje, é algo inconcebível. As técnicas cirúrgicas e os instrumentais atuais, permitem a realização da cirurgia com segurança, rapidez e sem complicações. Muito importante para  evitar complicações é o diagnóstico e planejamento corretos através da utilização da tomografia computadorizada. Somente através dela é possível saber exatamente a posição do dente incluso/impactado em relação as estruturas anatômicas adjacentes, principalmente do feixe vásculo-nervoso alveolar inferior, que se for lesado irá provocar uma parestesia (dormência/falta de sensibilidade) no lábio inferior do mesmo lado. Atualmente remove-se os quatro dentes do siso impactados em uma única cirurgia, de mais ou menos 1 hora. Recomendo que essa cirurgia seja realizada no hospital com o paciente dormindo, trazendo muito mais conforto e segurança para o paciente. Por isso é importante que a cirurgia seja realizada por um especialista em cirurgia bucomaxilofacial.

Extrações dentárias

Você pode precisar extrair um ou mais dentes por uma série de razões, tais como cárie extensa sem possibilidade de tratamento, fratura da raiz, processos infecciosos, doença periodontal ou como parte do tratamento ortodôntico. Seja qual for a razão, você provavelmente vai ser encaminhado para um cirurgião bucomaxilofacial, que irá remover o dente no próprio consultório, usando um anestésico local apropriado para esse procedimento, sem dor e com total conforto.

Importância dos substitutos ósseos após extrações dentárias

Após a extração de um dente, o osso e o tecido gengival tendem a encolher se não forem tomadas medidas de precaução. Via de regra, aproximadamente 50% da largura e altura do alvéolo são reabsorvidos. Isso pode tornar o volume ósseo insuficiente para a colocação de um implante, ou poderá causar um espaço sob uma prótese dental, o que produzirá um defeito funcional e estético importante e perceptível.

 

Preencher o alvéolo com um substituto ósseo diretamente após a extração do dente pode preservar o volume ósseo, e isso aumenta as opções para o sucesso de um tratamento posterior com implantes dentários e próteses. Se um implante dental for inserido após a extração do dente, os substitutos ósseos colocados ao redor do implante também contribuem para a preservação do volume ósseo.

 

Apicectomia


Embora a maioria dos tratamentos dos canais radiculares seja bem-sucedida, há momentos que o tratamento destes não é suficiente. Se a infecção do nervo morto dentro de um dente se espalhar além da raiz do dente e penetrar no osso circundante, seu dentista poderá encaminhá-lo a um cirurgião oral e maxilofacial para uma apicectomia. Durante uma apicectomia, o cirurgião remove a porção infectada da raiz do dente e do osso circundante e preenche a raiz para evitar futuras infecções.

Exposição de dentes impactados como parte do tratamento ortodôntico


Não é incomum que outros dentes além dos dentes do siso sejam impactados. Felizmente, muitos desses dentes podem ser colocados na posição correta, em vez de removidos. Ao trabalhar em conjunto, seu cirurgião oral e maxilofacial e o ortodontista geralmente podem levar o dente impactado através da gengiva para a posição correta através de um procedimento conhecido como tracionamento ortodôntico. Esse tracionamento será conectado ao aparelho ortodôntico do paciente. O ortodontista do paciente trabalhará gradualmente para colocar o dente na posição correta - resultando em um sorriso bonito e saudável.

Frenectomia

Frena são pequenas dobras (também chamadas de "bandas") de tecido localizadas na boca: sob a língua, dentro do lábio superior, dentro do lábio inferior e conectando as bochechas às gengivas. A frenectomia é um procedimento cirúrgico simples para afrouxar ou liberar essas bandas. Um cirurgião oral e maxilofacial (OMS) normalmente realiza uma frenectomia para aumentar a amplitude de movimento da língua (remover o frênulo lingual) ou fechar uma lacuna nos dentes anteriores superiores do paciente (remover o frêni labial). As frenectomias podem ser realizadas através de bisturi, eletrocirurgia ou cirurgia a laser.

Frenectomia Lingual


O frênulo lingual conecta a língua ao assoalho da boca e seu tamanho e flexibilidade variam de pessoa para pessoa. Essas variações significam que algumas pessoas terão um frênulo lingual que restringe o movimento da língua. Isso às vezes é chamado de "atado à língua". Os bebês com essa condição podem ter dificuldade com a amamentação e, eventualmente, com a fala. A frenectomia lingual é um procedimento rápido que reduz o tamanho do freno, permitindo que a língua se mova livremente. Se o movimento restrito da língua for descoberto precocemente, uma frenectomia pode ser realizada logo nas primeiras semanas após o nascimento.

Frenectomia Labial

O freio labial conecta o lábio superior interno à área da gengiva perto dos dentes da frente, apresentando possíveis problemas ortodônticos e de higiene. Quando o freio labial se estende muito perto da linha da gengiva, pode afetar o espaçamento e o crescimento dos dois dentes anteriores superiores do paciente. Embora muitos pais e pacientes se preocupem com a lacuna por razões cosméticas, o espaço extra entre os dentes pode facilitar a fixação dos alimentos e contribuir para a gengivite.

Rua Dona Adma Jafet 50 - Cj. 74 e 75

Bela Vista. São Paulo - SP

Em frente ao Hospital Sírio-Libanês

Tel: (11) 3258-0258

WhatsApp: (11) 98655-5583

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram - Black Circle

Quer agendar uma consulta ou tirar alguma dúvida? Preencha o formulário que entramos em contato o mais breve possível. 

© Copyright. Website 2020. Dr. Luis Pagotto. Todos os Direitos Reservados.